sexta-feira, 4 de novembro de 2016

vai dia
vai mês
vai ano

faço pinturas com o tal do futuro
tem batom vermelho
tem incensos
tem todas as cores
tem você

eu e você

'você transborda'
sim
todos os dias
como não?

- tenho em mim todos os sonhos do mundo -
e um amor que me faz. Literalmente.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

mal-acabado(a)

cigarro

não dá pra fumar sem respirar devagar
música, livros, terapia, meditação, incenso, filmes
só leva a mente
só leve a mente
mas, ah o cigarro!

acalma a respiração
faz mal tanto quanto (me) faz bem

não resolve um único problema (nós humanos gostamos de cultivá-los)

acho que na verdade o segredo não são as substâncias tóxicas que bagunçam o organismo, o segredo é a fumaça fétida, forte e quente

acalma

a sensação que o cigarro causa é o que eu quero, não o cigarro.
aí mora o meu maior impasse no momento: nada que eu faço é tão suficiente quanto uma lenta e boa tragada.

eu ainda não o fiz, mas quero.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Usei meu chapéu hoje.
Limpei um pouco da poeira de um longo verão guardado e foi como se um rio de lembranças percorresse todo o meu corpo..
Quando a mente volta pra casa a milhão não se vê o ponto certo de desembarque. Desce num susto! Há algo no estômago que parece um nó e alguma coisa faz os pulmões diminuírem.
Me falta tanta coisa e o ar principalmente. Sem saber como, entro em outro ônibus, certa de que o certo é uma bobagem!
Me vejo. Poço de vacilos. Por favor, sem dó.
Erro comigo. Com tantos
Com quem eu não queria
Parece que me desmancho junto à janela. Onde encontro o caminho de volta? Preciso dizer alguns ‘nãos’ ao tempo pra assim ter mais tempo de me achar menos estúpida.

‘cada badalo do relógio é um - nunca mais-‘

Nunca mais.

Nunca.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

chão de cozinha

Quisera eu morar na sua rua
Fazer com que a banalidade dos dias passasse despercebida
Quisera eu ser livre da porta pra dentro
Há de chegar meu tempo!

Tempo parece suspender a gente no ar
faz ver de longe o tamanho da saudade

Rasga, inverte, adentra sem pedir licença!
Parece onda do mar
saudade

faço planos
faço receitas inventadas na hora!
durmo tarde, durmo mal
e acordo cedo pra te dar ‘bom dia’
na fé de que dia desses eu acordarei do lado seu
bagunçarei o cabelo seu
serei seu
serei sua

domingo, 25 de janeiro de 2015



Mapa

era o limite
era sal
era..
ainda quero entender porquê não dividia a vida com você antes..
não sabia quão gigante sou
sou um gigante
era domingo
era manjericão
fico colorindo uma casa de esquina na minha mente/coração
branca, quintal
era mar
Maria
repasso dia por dia na minha mente
7
sorrio e parece que o mar veio junto com os meus olhos pra casa
é sal
é o limite

me conheço melhor quando te faço dormir passando a mão no seu cabelo longo
deita?

domingo, 21 de dezembro de 2014

Lilás

Tudo é chuva.
Saudade desde quando você virou a esquina
.. virou minha vida.
algo estranho, novo, muito bom!
os dias tem um cheiro fresco agora, tem cor
vermelho, azul, verde água
o riso vem junto com a lembrança dos temperos, da toalha na cabeça, do susto
eu comprei flores secas e voltei a tecer filtros
pinto as unhas! Não que eu não fizesse isso antes, mas, acho que (me) gosto mais agora.. riso.
faço planos e pela primeira vez eu não estou sozinha no futuro imaginado
tudo muda tanto! Não mando nem desmando na vida apesar da coroa leonina, mas, te desenho nesse futuro
mudei alguns gostos e ideias
digo 'sim' com mais frequência e não saio correndo como antes.. antes! Devia ter te conhecido antes.
calma pra acalmar seus medos. Quantos são? Divide? Divido. A cama, o chinelo, a toalha e a escova de dente também!
meu coração é maior do que eu conhecia
cabe um girassol e uma panqueca que eu cortei com tesoura no café do meio dia
dia, 24 horas. O que acontece quando eu tô no teu colo?
Contato. Tato..
penso em Maria como um sonho bom, sonho de doce de leite e canela

'ela vai ter o seu pé de pão'


é assim: esse pé pra trás e depois volta, certo? Dois pra lá, dois pra cá.
'Seu coração.'O quê tem?' 'Tá disparado..'
chá? Hoje não.. Riso.
quero mais ouvir sua voz
quero mais te fazer rir
quero mais
Tudo é chuva
o vento faz a porta do meu quarto bater.. cadê você aqui?

Seguidores