quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

dina, Neosal


Escrever de madrugada é quase um santo remédio. Quase... (risos)
Essa rotina sem socorro de revirar na cama até se odiar. Os dias em casa já não tem sabor há dias. Dias.
Dentista, ônibus lotado, fone, trabalho, insônias. Minhas, suas. Tudo. O remédio pra dor de cabeça nem faz cócegas quem dirá tirar a dor.

Mas, e se alguma coisa tirasse a sua dor? Digo, e se você fizesse isso?
Será que pode? Ou posso? Ou é possível?
Sem essa de ‘tentar’ se é que você pode entender além da filosofia, um pouco.

Tão pouco. Só mais um pouco.
Por que não esvaziar o corpo? Só pra dormir... depois você pode voltar com a sua, como prefere chamar? Dor?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores